PROSPECÇÃO ESPELEOLÓGICA

Busca ativa por cavidades naturais subterrâneas em determinada área, através de caminhamento e busca ativa. Os seus objetivos são ampliar o conhecimento sobre o patrimônio espeleológico e fornecer dados para estudos posteriores.

GEOESPELEOLOGIA

Proporciona a compreensão do ambiente cavernícola (sua gênese, deposições químicas e clásticas, hidrologia, feições estruturais, dinâmica evolutiva, entre outros) sendo adotados, para tanto, os padrões exigidos pela Instrução Normativa MMA nº 2, de 30 de agosto de 2017 e demais necessidades do projeto.

BIOESPELEOLOGIA

Estudo da fauna hipógea existente no ambiente cavernícola (quiropterofauna e entomofauna cavernícola) , utilizando as padronizações da Instrução Normativa MMA nº 2, de 30 de agosto de 2017 e demais necessidades do projeto.

ARQUEOLOGIA

Estudos de arqueologia, patrimônio material e imaterial utilizando as padronizações da Instrução Normativa IPHAN 01/2015 e os preceitos da Deliberação Normativa CONEP 07/2014 IEPHA.

PALEONTOLOGIA

A ciência que estuda os fósseis como registro da vida pretérita e sua relação com as mudanças ambientais no passado.  Tal atuação no mercado privado de exploração de recursos minerais materializa-se na elaboração de Programas de Patrimônio Paleontológico, visando o licenciamento ambiental.

ESPELEOTOPOGRAFIA

Mapeamento do ambiente cavernícola, por meio de técnicas padronizadas pelo British Cave Research Association (BCRA) e Union Internationale de Spéléologie (UIS), trabalhando com todos os níveis de detalhe disponíveis e aplicando novas tecnologias que ampliem a qualidade do produto final.

ANÁLISE DE RELEVÂNCIA

Análise conjunta dos diagnósticos físicos e bióticos, para determinar a relevância espeleológica. Este procedimento é embasado tanto no Decreto Federal nº 6.640 de 7 de novembro de 2008, como na Instrução Normativa MMA nº 2, de 30 de agosto de 2017.

DEFINIÇÃO DE ÁREA DE INFLUÊNCIA

Determinação de área de influência espeleológica mediante parâmetros estabelecidos pela legislação atual e baseados em fatores bióticos e físicos. Conforme embasado pelos parágrafos 2º e 3º do Artigo 4º da Resolução CONAMA nº 347 de 10 de Setembro de 2004.

MONITORAMENTO ESPELEOLÓGICO

Estudos de monitoramento dos meios físico e bióticos de cavidades naturais subterrâneas, registrando, observando e caracterizando no local a fauna hipógea e feições do ambiente cavernícola, em busca de possíveis impactos que possam vir a ocorrer no ambiente espeleológico.

MAPEAMENTO A LASER

Utilização de equipamentos com registro a laser, para captar a morfologia do ambiente cavernícola com um nível de detalhamento não possível de se alcançar na topografia convencional, devido ao fator humano. Permite uma modelagem em 3D do ambiente cavernícola e conferência da espeleometria.

MONITORAMENTO FOTOGRÁFICO

Registros fotográficos do ambiente cavernícola, utilizando metodologia e equipamentos que permitam uma captação com a maior qualidade possível do meio espeleológico, permitindo a identificação de possíveis impactos e a comprovação da aplicação e sucesso de medidas mitigatórias.

PROGRESSÃO VERTICAL EM CAVERNAS

A GEODO Meio Ambiente possui em seu quadro de funcionários, profissionais devidamente treinados e qualificados em utilizar técnicas e equipamentos para progressão vertical em cavidades naturais subterrâneas, permitindo análise mais ampla em cavidades de difícil acesso.

AVALIAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS

Estudo que visa investigar se cavidades naturais subterrâneas, bem como suas respectivas áreas de influência, estão sob efeitos de possíveis impactos ambientais. Compreende este estudo fatores bióticos e físicos do ambiente cavernícola.

PLANO DE MANEJO ESPELEOLÓGICO

Proporciona a compreensão do ambiente cavernícola (sua gênese, deposições químicas e clásticas, hidrologia, feições estruturais, dinâmica evolutiva, entre outros) sendo adotados, para tanto, os padrões exigidos pela Instrução Normativa MMA nº 2, de 30 de agosto de 2017 e demais necessidades do projeto.

LEGISLAÇÃO ESPELEOLÓGICA

Fale Conosco

Aguardamos o seu contato

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

GEODO Meio Ambiente e Espeleologia2020